top of page

Um novo Centro - São Paulo


Seguindo uma tendência mundial, em que as grandes cidades voltam a dar mais atenção às suas áreas mais antigas de ocupação, não raro, suas áreas mais centrais e que normalmente passaram por algum período histórico de decadência e abandono por parte das administrações, queda de interesse imobiliário, ou os três juntos, São Paulo “volta a si”, com a abrangente ação “Todos pelo Centro - Novos Caminhos para a Requalificação do Centro de São Paulo”, recentemente lançada pela prefeitura. Com a coordenação da Secretaria da Casa Civil e diversas secretarias de governo, de fato, já estão em curso diversas ações ligadas a este guarda-chuva, entre elas a operação “Centro Limpo”, que recolheu mais de 600 t de resíduos. Claro tudo isso associado a reforços de zeladoria, segurança, troca de iluminação, melhorias em calçadões entre outras intervenções que Rodovias&Vias foi conhecer em maiores detalhes.


Um grande esforço a várias mãos. Um grande resgate. Uma nova perspectiva. Há muito acalentada e discutida, uma completa repaginação do Centro da maior cidade do país finalmente começa a tomar forma, por meio de diversas ações consistentes e sistemáticas adotadas pela Prefeitura Municipal de São Paulo. Em várias frentes, como fez questão de frisar o prefeito Ricardo Nunes, durante o evento de oficialização do grande programa “guarda chuvas” “Todos pelo Centro”: “Fizemos o decreto do ‘Repavimenta Centro’; do ‘Requalifica Comercial’; a regulamentação do PIU (Plano de Intervenção Urbana) setor Central; a ampliação do comitê intersecretarial ‘Todos pelo Centro’; a ampliação do projeto de lei para o triângulo e o perímetro do quadrilátero da República, onde teremos isenções e incentivos fiscais; a ampliação e inclusão de questões com participação da câmara, com muita responsabilidade, em um projeto que foi apresentado aos vereadores, justamente visando essa requalificação do Centro”, enumerou o gestor, acrescentando que prédios importantes como o da TELESP (antiga estatal de telefonia), que junto a outros 16, passarão por retrofit. Em uma atuação que se estende à muitas outras áreas como a segurança pública “com forte parceria com o governo do Estado e muita disposição do governador Tarcísio em cooperar conosco neste sentido”, avaliou. No mesmo ato, foram ainda assinados os programas “Requalifica Rápido, que pretende dar mais celeridade e segurança à emissão de alvarás nos imóveis enquadrados, no “Requalifica Centro”, bem como uma lei que visa desburocratizar as solicitações para imóveis comerciais. Também foram chancelados a ampliação do pólo de atividades turísticas, contempladas pelos incentivos fiscais. Todos dentro do “Requalifica Centro”, um dos programas que integra o “Todos pelo Centro”.


Segurança


Além da ampliação do número de agentes da Guarda Civil Metropolitana, GCM, que passará a contar com mais 1500 pessoas no efetivo, o prefeito ainda anunciou a licitação do “Smart Sampa”, que prevê a utilização de 20 mil câmeras de monitoramento, com tecnologia de Inteligência Artificial e reconhecimento facial, com uma base de dados compartilhada entre a própria GCM, a Polícia Militar e a Polícia Civil. “Estamos determinados a devolver a cidade para o cidadão de bem”. Ainda, de acordo com ele, está havendo um grande incremento na capacitação dos assistentes sociais, com vistas à melhorias na abordagem com intuito de prestar mais acolhimento às pessoas em situação vulnerável. “Vamos abrir mais mil vagas de hotéis, inauguraremos ainda em junho mais duas vilas, completando 10 até o fim do ano, em um esforço enorme da prefeitura para acolher essas pessoas em situação de rua, para acolhê-las, com dignidade. Vamos conseguir juntos, fazer uma São Paulo cada vez melhor”. Inserido no rol de ações, o prefeito elencou outra conquista importante para a cidade, que foi o cumprimento da meta de ampliação da cobertura vegetal, com um aumento dos 48,14% para 54,14%. “São Paulo precisa oferecer um ambiente saudável, em todos os sentidos. A cidade é uma potência. E está dando respostas. Reflexo disso, é por exemplo, o saldo positivo na geração de empregos, que foi de mais 186 mil posições geradas. Isso, é claro, traz ganhos sociais que associados à essas ações irão trazer um equilíbrio maior e consequentemente mais qualidade de vida para as pessoas”, finalizou. Aline Cardoso - Secretária Municipal do Trabalho e Empreendedorismo, comemorou: “O Centro da cidade de São Paulo, com muita coragem e muito trabalho está voltando a ser protagonista no desenvolvimento econômico da Cidade como um todo. Não apenas pensando em atrair mais empresas, mas em cuidar e atrair os trabalhadores. Neste sentido, criamos o programa ‘Operação Trabalho’, que justamente contempla as pessoas que mais estão vulneráveis, com inclusão, e hoje, passou a contemplar 10 mil pessoas a mais, saltando de 8, para 18 mil trabalhadores, alocados no Centro de São Paulo”, disse. “Gerar trabalho para as pessoas em situação de rua, é crucial. E nós conseguimos empregar mais de 5 mil pessoas nestas condições. Também é importante frisar, mil pessoas que estavam na área conhecida como Cracolândia, foram reinseridas, após passar por tratamentos e retomarem suas vidas, ao mercado de trabalho. Então, realmente, estamos devolvendo o Centro para as pessoas de bem”, finalizou a secretária. Uma visão compartilhada com todos os presentes incluindo o presidente da Associação Comercial de São Paulo – ACSP, Roberto Ordine, que destacou: a “Muita sensibilidade da Prefeitura em enxergar o Centro como um elemento muito importante e simbólico da Capital do Estado. Temos muito orgulho do Centro, e esse é um resgate o qual queremos fazer parte”, afirmou, praticamente em coro com Ricardo Patah, presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo: “Essa revitalização é emblemática. O prefeito Ricardo Nunes tem desenvolvido um trabalho ‘Pró Sociedade’, com o desenvolvimento da Faixa Azul, pra proteger os motoboys, e agora com a possibilidade, de revitalizar edifício, e permitir que o comércio volte a abrir suas portas, gerando empregos. Eu disse que é emblemático, por que São Paulo nasceu aqui. E é daqui que têm que emanar as políticas que vão fazer São Paulo voltar a brilhar”.


Apoio legislativo


Presente à cerimônia, o presidente da Câmara Legislativa Municipal de São Paulo, Milton Leite, destacou: “Ao contrário de outros lugares, o Centro tem a infraestrutura pronta, Metro, terminais de ônibus, e as pessoas estavam saindo daqui, deixando de vir para cá. E isso não era admissível. Por isso a Câmara apoiou e apoia, primeiro em 2021, o primeiro retrofit. Nossa cidade é linda, o Centro nosso é lindo, e nós precisávamos retomar a vida, no centro. Tivemos a felicidade de ter um prefeito que não desistiu da cidade, que sempre acreditou em São Paulo. Mas esse foi um esforço que começou com o reequilíbrio nas finanças. Fizemos todas as ações necessárias para que nós pudéssemos arcar com investimentos. Conseguimos melhorar o rating, recuperamos a previdência, tivemos coragem. Em conjunto, Câmara e executivo, trouxeram a Cidade de São Paulo para esta condição invejável mesmo em termos de país, por isso o prefeito Ricardo Nunes tem todo meu apoio”, finalizou.


Administração, sociedade e livre iniciativa, juntos no esforço


Se por um lado as ações da prefeitura têm obtido reflexos bastante positivos nas percepções da população, também por outro, geraram ainda mais engajamento de grupos como o PROCENTRO: “Ao invés de ficarmos reclamando, apenas, nós nos reunimos, entre moradores e empresários daqui do centro, e resolvemos nos disponibilizar, ver de fato onde poderíamos ajudar. E fomos muito bem recebidos, pois viemos dentro de uma atitude propositiva. Hoje, nós temos uma prefeitura, uma câmara Municipal, que estão abertas a nos receber, nos ouvir em um diálogo franco e aberto. É a primeira vez em décadas que isso acontece”, disse o presidente Marconi Moraes Ainda, de acordo com ele, as pessoas estão percebendo que está mais seguro e melhor andar pela cidade, com aumento de movimento e circulação de pessoas na Sé, e na galeria do Rock, citou. Diretor Executivo da METAFORMA, empresa que promoverá o retrofit de alguns edifícios no Centro, Bruno Sachetti, ressaltou que “ressignificar e resgatar os ativos em empreendimentos que funcionem, em uma mudança que não é um esforço isolado, nem pontual. Fizemos parte de uma luta que durou anos, e estamos juntos para definitivamente trazer essa melhoria para quem vive efetivamente o centro da cidade”, disse.


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page