top of page

IRAP – NO BRASIL


A metodologia iRAP permite classifi car as rodovias em estrelas, com pontuação variando entre um, para as rodovias de menor segurança e que necessitam de mais melhorias em termos de segurança viária, e cinco, para as rodovias mais seguras. Essa classificação possibilita medir objetivamente a probabilidade de um sinistro de trânsito ocorrer e a gravidade do seu resultado. Para a malha rodoviária federal codificada pelo DNIT, 66% das rodovias foram classificadas com três ou mais estrelas para ocupantes de veículos, o que vai ao encontro das metas do Plano Global para a Década de Ação para a Segurança Viária da Organização das Nações Unidas – ONU, que é de 75% das viagens A partir da classificação por estrelas das rodovias, em função dos atributos considerados mais propensos a causar acidentes, a metodologia iRAP lista uma série de providências e melhorias para a segurança viária, definidas como contramedidas, cuja proposição de implementação ocorre por meio do Plano de Investimento em Rodovias Mais Seguras (PIRMS). O PIRMS é uma lista priorizada de contramedidas que, quando aplicadas como tratamentos de segurança, podem melhorar a classificação por estrelas da via, reduzindo os riscos relacionados às características da infraestrutura das rodovias.

Com previsão para o primeiro semestre de 2023, o PIRMS contemplará uma análise de investimentos em segurança viária para um cenário de 20 anos, de modo a auxiliar a Autarquia no que tange à tomada de decisão frente aos recursos orçamentários destinados a manutenção das rodovias federais sob sua administração. É prevista a utilização de 85 das 94 contramedidas dispostas na metodologia, excluindo apenas aquelas não praticáveis no cenário brasileiro. O Plano de Investimentos em Rodovias Mais Seguras será materializado em fi chas técnicas, e poderá ser acessado online pela plataforma viDA, de maneira personalizada e geoespacializada, na qual permita a extração dos resultados por região, estado e/ou trecho. Além disso, por meio de um dashboard, será possível visualizar os resultados do PIRMS por região, dando publicidade e transparência aos planos gerados, e permitindo a análise por meio de filtros.

23 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page